O lugar no tempo

.



Aqui é o ponto.
O ponto que eu quis,
marquei com um giz.
Por aqui era um ponto.
Um ponto que eu fiz.

1 comentários:

claudio boczon disse...

muito boa a poesia, é de tua lavra?

bacana como em teus trabalhos tem essa preocupação de situar os elementos, que para mim vão do micro ao macro bastante rápido.

Comentários