Square : Side III - [search]

video

Procuro, insisto, não desisto, persisto, você existe.

Flagelação




Piero della Francesca, 1453
1465

Arqueologia II

Eu devo afastar-me de mim, para uma herança incorrupitível, agora, com efeito preciso de um lugar sem defeito, sem mácula, que aumente no tempo.

Ser-lhe útil, pois, na ignorância, investigando atentamente, não ocupava lugar nenhum.
Semelhante a fumaça, procurei, boa forma, não somente uma vez, mas realmente o que me interessa é deixar-me afastar, ocupar o espaço do vosso pensamento.

Pois, na minha experiência, ora, fui vento, fui fogo, fui até nada, com aprazível desejo fui-me instruindo, deixei-me aproximar demais de mim mesmo.

E digo isso a quem respeito, deu-me hospitalidade, alegrou-me e me serviu, desse modo fui vituperado, tivemos os mesmos sentimentos, fomos tolerantes, no limite do necessário edificado em lugares solitários e repreendidos pela terra. 
Quem és tu me que transforma com um olhar?

Arqueologia

O início é o fim, começo a cavar até encontrar. Só encontro história, procuro para uma história inventada. Ajuntando os achados invento uma história. O tempo passa, é a história.

Onde é o que?

Apenas disposto de maneira diversa, mas não menos adequada, pelo simples prazer.
Um incunábulo ou um gesto incurioso?
Engenhosidade abandonada ao acaso, escorre, vasa, pinga, registra uma marca.
Há adversão, uma simbologia incomunicável causa desentendimento, confere o que?
Serviu ao encantamento insolucionado do olhar à razão.

Invólucro

Planos contra o vento, escondidos entre trocas de memória,
tranformados em viagens sem saber.

Como pontos distintos pela eloquencia da observação.





Tract # 1 - land-art

video
...pelo ângulo vejo lados.
Numa alidade qualquer, escolhida pela visada, elejo outro ponto.
Com pontos estabeleço dimensões, parto em busca do lugar.
Encontrar o lugar arbitrário na escolha, volto ao ângulo
onde encontro pontos, pelos lados, algum lugar.

Entrar pela porta


Terra, espinhos, vontade;
paciência, semente, decisão;
espera, flor, certeza;
cansaço, no momento certo o fruto.
Sair pelo mundo.

Escavando com a palavra

Coisa que acompanha outra


A uma poetisa
Gonçalves Dias

- Donde vens, viajor?
- De longe venho.
- Que viste?
- Muitas terra.
- E qual delas mais te soube agradar?
- São todas belas; fundas recordações de todas tenho.
- E admiraste o que?
- Ah! onde as flores
cada vez a manhã tornam mais linda,
onde gemeu Paraguaçu de amôres
e os ecos falam de Moema ainda;

Ali, Safo cristã, virgem formosa,
a vida aos sons da lira dulcifica:
D'escutar a sereia harmoniosa
ou de vê-la, a vontade prêsa fica!
Bahia - 1852